Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.

  • A contribuição refere-se a trabalho aceito e apresentado em evento da Abralin, ou em evento patrocinado pela Abralin.
  • A contribuição é original e inédita, e não está sendo avaliada para publicação por outra revista.
  • O arquivo da submissão está em formato Microsoft Word, OpenOffice ou RTF.
  • O texto segue os padrões de estilo e requisitos bibliográficos descritos no tópico "Organização e Formatação Dos Trabalhos".
  • URLs e DOI para as referências foram informadas quando possível.
  • Em caso de co-autoria, os papeis de cada um dos autores na produção do artigo estão explicitados, de acordo com a taxonomia CRediT).
  • O autor anexou o comprovante de apresentação do trabalho no evento da Abralin.
  • O autor anexou o comprovante de pagamento da anuidade corrente da Abralin, que deve ser gerado aqui, caso esteja submetendo trabalho apresentado no Congresso da Abralin.

Diretrizes para Autores

Submissões Online

O(s) autor(es) deve(m) realizar o cadastro (Login/Senha) no site da revista, preencher corretamente o perfil e escolher a opção "AUTOR". Após haver realizado esses passos, deve(m) ir para "SUBMISSÕES ATIVAS" e iniciar o processo de submissão através do link "CLIQUE AQUI PARA INICIAR O PROCESSO DE SUBMISSÃO", no qual irá realizar os cinco passos básicos:

  1. Início: Iniciar o processo de submissão, confirmando se está(ão) de acordo com as condições estabelecidas pela revista (marcando as caixas de seleção das condições e da declaração de direito autoral) e selecionar, quando for o caso, em Política de Seção, a seção adequada, de acordo com o evento a que a submissão se refere;
  2. Transferência de manuscrito: realizar a transferência de arquivo para o sistema.
  3. Transferência de documentos suplementares: realizar a transferência de arquivos com informações suplementares, tais como certificado de apresentação de trabalho, certificado de pagamento da anuidade, termo de aprovação do comitê de ática, instrumentos de pesquisa, conjuntos de dados e tabelas, que seguem os padrões de ética de avaliação, fontes de informação normalmente não disponíveis para leitores, ou figuras e/ou tabelas que não podem ser integradas ao texto em si;
  4. Inclusão de dados de submissão: título do trabalho, subtítulo (se houver), resumo, informações completas de autores e de co-autores, categoria do manuscrito, área de conhecimento e palavras-chave.
  5. Confirmação: concluir a submissão.

Após concluir os cinco passos descritos, o(s) autor(es) deve(m) aguardar o e-mail do editor. Caso o seu artigo não esteja em conformidade com as normas da Revista, explicitadas abaixo, ele será rejeitado. A motivação para a rejeição é enviada exclusivamente por e-mail. Por favor, verifique(m) se as mensagens enviadas pela editor estão na caixa de spam antes de entrar em contato. Se o artigo estiver em conformidade com as normas da Revista, o mesmo será enviado para avaliação. O(s) autor(es) pode(m) então acompanhar todo o fluxo de seu trabalho, da avaliação, reedição do original até a publicação. Os artigos, após a submissão, são designados aos avaliadores definidos pelo conselho ou pelos editores da revista. A política de seleção dos artigos é definida pelos membros do Conselho Editorial, Consultivo e Editores da revista, disponibilizadas na seção "Sobre a Revista", "Processo de Avaliação por Pares".

Instruções aos autores

  1. Apenas trabalhos apresentados em eventos organizados ou patrocinados pela Abralin serão considerados para publicação na Revista CadLin. Os trabalhos devem ter o mesmo título e a mesma autoria constantes nos certificados de apresentação, que devem ser submetidos juntamente com o manuscrito. Caso haja alguma inconsistência de informações, será necessário justificar.
  2. As submissões são avaliadas pela equipe editorial Revista CadLin, que poderá corresponder ou não à equipe científica do evento da Abralin no qual o trabalho foi apresentado.
  3. Antes de submeter os trabalhos à Revista CadLin os autores se comprometem a realizar uma criteriosa revisão textual. Os autores devem assumir os problemas textuais presentes nos textos submetidos e se responsabilizar pelo conteúdo dos artigos. Os editores e/ou avaliadores da Revista não farão qualquer tipo de revisão textual.
  4. Os autores que submeterem seus trabalhos estarão automaticamente declarando que foram observados os princípios éticos, bem como cumpridas as exigências legais relativas à ética em pesquisa tanto do país em que mantêm seu vínculo institucional como daquele em que vivem as pessoas participantes da pesquisa.
  5. As publicações estão condicionadas a aprovação prévia dos trabalhos pela equipe editorial Revista CadLin.
  6. Os autores que encaminharem um manuscrito devem ter conhecimento de que, caso seja aceito para publicação, o copyright do artigo é transferido para a Revista Cadernos de Linguística que, por sua vez utiliza a Licença de Atribuição Creative Commons, que permite o compartilhamento de trabalhos com reconhecimento de autoria. Os textos publicados poderão ser reproduzidos, no todo ou em parte, desde que sejam citadas, de maneira adequada, sua procedência e autoria. Todos os autores deverão obter gratuitamente o identificador ORCID no endereço: https://orcid.org/register.
  7. Todos os autores do manuscrito devem se registrar no sistema da Revista CadLin, preenchendo todo o perfil, incluindo ORCID e endereço institucional.
  8. A Associação Brasileira de Linguística é signatária da Iniciativa de Helsínquia sobre o Multilinguismo na Comunicação Científica (https://www.helsinki-initiative.org/pt). Os signatários desta iniciativa apoiam a promoção da diversidade linguística através da publicação de resultados de investigação na língua de seus autores. Nesse sentido, a Revista CadLin recebe submissões em qualquer língua. No caso de textos escritos em línguas que não sejam o português e o inglês, os autores devem indicar uma lista de pelo menos cinco possíveis pareceristas.
  9. Artigos aceitos para a Revista CadLin podem vir acompanhados de selos do Center for Open Science que reconhecem a prática científica aberta: (a) dados disponíveis publicamente, (b) materiais disponíveis publicamente, (c) planos de pesquisa pré-registrados. Caso deseje obter mais informações de como obter um selo de prática de ciência aberta, leia a seguinte documentação. Para solicitar a inclusão de um dos referidos selos no artigo a ser publicado, os autores devem preencher o Formulário de Requisição de Selo de Divulgação de Práticas Abertas, disponível aqui.

Tipos de contribuição

A revista Cadernos de Linguística aceita submissão de trabalhos nas seguintes categorias:

  1. Ensaio Teórico: Análise de construtos teóricos, discussão de temas e problemas fundamentos teoricamente, levando ao questionamento de modelos existentes, à reflexão crítica de temas ou conceitos, culminando em apontamentos que sugiram uma perspectiva crítica e inovadora no campo da Linguística e suas interfaces.
  2. Estudo Piloto: Relato de estudo preliminar de pequena escala, originado a partir de investigação baseada em dados empíricos, utilizando metodologia científica,.que visa investigar se os componentes cruciais de um estudo principal serão viáveis.
  3. Registro de Projeto: Descrição completa de um projeto de pesquisa, explicitando (i) o desenho da pesquisa e dos materiais de estudo; (ii) a pergunta da pesquisa e/ou hipótese, (iii) a descrição dos resultados variáveis e das variáveis indicadoras etc.
  4. Relato de Experiência: Relato completo e sucinto de experiência profissional, de relevância social e científica e com resultados ainda que parciais.
  5. Relato de Pesquisa: Relato final de trabalho originado a partir de investigação baseada em dados empíricos, utilizando metodologia científica.
  6. Revisão de Literatura: Sínteses de pesquisas ou meta-análises, com uma avaliação crítica de material já publicado, explicitando possíveis lacunas e avanços na área em foco. Idealmente o texto deve descrever as bases de busca e critérios para a realização dessa busca, o período e os descritores considerados e o método de análise do material encontrado.
  7. Tutorial: Texto com objetivo de descrever, de maneira didática e através de exemplos, informações detalhadas para completar uma determinada tarefa.

Organização e formatação dos trabalhos

  1. O trabalho deve ser digitado em Word (for Windows, ou programa compatível), ter de 12 a 20 laudas, incluindo as Referências e apresentar o seguinte formato:
    1. páginas configuradas no formato A4, sem numeração, com 2,5 cm nas margens;
    2. texto formatado em apenas uma coluna, Fonte Times New Roman, tamanho 12, com espaçamento 1,5 entre linhas a partir da seção de Introdução (exceto nas Referências, espaçamento simples entre linhas) e recuo na primeira linha de 1,25 cm (exceto nas Referências e nos títulos das seções, que são alinhados à esquerda e não devem ter recuo na primeira linha);
    3. todo o texto digitado antes da primeira seção (1. Introdução) deve ser formatado com espaçamento simples entre linhas.
  2. Os trabalhos serão apresentados de acordo com a seguinte organização sequencial:
    1. TÍTULO DO TRABALHO (mesma fonte e tamanho do texto, digitado no mesmo idioma do texto, em caixa alta, centralizado e em negrito)
    2. TÍTULO DO TRABALHO EM IDIOMA DIFERENTE DO TEXTO (com a mesma formatação do TÍTULO DO TRABALHO, e separado dele por duas linhas em branco, pressionando duas vezes a tecla "Enter", o que também deve ser feito para separar o título em língua estrangeira do tipo de contribuição)
    3. Tipo de Contribuição (mesma fonte e tamanho do texto, alinhado à direita, em negrito, apenas a primeira letra em maiúscula): Ensaio Teórico, Estudo Piloto, Registro de Projeto, Relato de Experiência, Relato de Pesquisa, Revisão de Literatura, Tutorial. Pressionar duas vezes a tecla "Enter" após o Tipo de Contribuição.
    4. Autor(es) (mesma fonte e tamanho do texto, alinhado à direita, em negrito, apenas a primeira letra em maiúscula. Em caso de mais de um autor, o primeiro será considerado o autor e os demais coautores, deve-se separar seus nomes com um "Enter" entre eles. Deve-se inserir nota de rodapé indicando as seguintes informações sobre os autores, separadas por ponto: titulação, filiação, e-mail, iD ORCID e, no caso de coautoria, os papeis de cada autor na produção de artigo, de acordo com a taxonmia CRediT). Pressionar duas vezes a tecla "Enter" após o nome do último autor.
    5. RESUMO (mesma fonte e tamanho do texto, digitado em caixa alta, alinhamento justificado, em negrito. O texto do RESUMO deve ser digitado na mesma fonte e tamanho do texto, escrito no idioma do artigo, apenas com a primeira letra em maiúscula, sem negrito, em apenas um parágrafo de texto, contendo de 150 até 250 palavras, em que sejam apresentados o(s) objetivo(s) da pesquisa, a metodologia utilizada e os principais resultados encontrados)
    6. PALAVRAS-CHAVE (separadas do RESUMO com um "Enter", mesma formatação do RESUMO, deve ter o mínimo de 3 e o máximo de 5 palavras, separadas por ponto, escritas no idioma do artigo, digitadas na mesma fonte e tamanho do texto, apenas com a primeira letra em maiúscula e sem negrito)
    7. ABSTRACT (separado das PALAVRAS-CHAVE com dois "Enter", consiste no RESUMO em língua estrangeira, com a mesma formatação do RESUMO,)
    8. KEYWORDS (separadas do ABSTRACT com um "Enter", PALAVRAS-CHAVE em língua estrangeira, com a mesma formatação das PALAVRAS-CHAVE)
    9. Títulos das seções (por exemplo: Introdução, Seção referente à fundamentação teórica, Métodos, Resultados e discussão, Conclusão, Agradecimentos, se houver, e Referências. Os títulos das seções devem ser numerados (exceto as Referências), formatados em negrito, apenas a primeira inicial maiúscula e separados do texto, que o antecede e o sucede, por uma linha em branco (um "Enter").
  3. As ilustrações (Tabelas, Gráficos, Figuras, Quadros) terão suas legendas e conteúdos digitados na fonte do texto, tamanho 10, sem negrito. As legendas (títulos) das ilustrações devem ser iniciadas pelo nome da ilustração a que se refere (em negrito), numeradas sequencialmente (por exemplo: Tabela 1., Tabela 2., Gráfico 1., Gráfico 2.), e inseridas acima da ilustração. Abaixo da ilustração, deve-se citar a fonte (em caso de ilustrações previamente publicadas). Todas as ilustrações devem ser inseridas no corpo do texto, imediatamente após o parágrafo em que foram citadas, e não na forma de anexos.
  4. O itálico só deve ser utilizado para marcar palavras ou frases em língua diferente da utilizada no corpo do texto.
  5. As notas devem vir em rodapé e se restringir a conteúdos, e não à indicação de referências. Fonte Times New Roman, tamanho 10.
  6. Os agradecimentos e menção à fomento de pesquisa (bolsas, auxílios financeiros e suas agências de fomento) que viabilizou a pesquisa não devem constar em nota de rodapé, e sim em uma seção Agradecimentos, ao final do artigo, antes das Referências.
  7. As citações deverão seguir as normas da ABNT. Exemplos de citações:
    1. Nas citações indiretas (paráfrases), o autor deve ser citado entre parênteses pelo sobrenome, em maiúsculas, separado por vírgula do ano da publicação (SWERTS, 1997). Se o nome do autor estiver citado no texto, indica-se apenas o ano, entre parênteses: Conforme Oliveira Jr (2000), [...].
    2. Quando for necessário especificar a página, no caso de citações diretas, o número da página deverá seguir o ano, separada por vírgula e precedida de p. (OLIVEIRA JR, 2000, p. 95). Citações diretas de até três linhas são feitas dentro do texto, entre aspas duplas, enquanto que as citações diretas com mais de três linhas devem ser destacadas do texto com um recuo de 4 cm à esquerda, fonte tamanho 10, sem aspas e sem recuo na primeira linha.
    3. As citações de diversas obras de um mesmo autor, publicadas no mesmo ano, devem ser discriminadas por letras minúsculas após a data, sem espaçamento (FERREIRA, 2007a).
    4. Quando a obra tiver dois ou três autores, todos poderão ser indicados, separados por ponto e vírgula (HUETTIG; ROMMERS; MEYER, 2011); quando houver mais de 3 autores, indica-se o primeiro seguido de et al. (ALMEIDA et al., 2013). Neste caso, convém indicar todos os autores nas Referências.
  8. As Referências, ao final do texto, também devem observar as normas da ABNT. O conteúdo dos artigos e a exatidão das referências são de responsabilidade exclusiva dos autores. Os Editores e a Associação Brasileira de Linguística não assumem qualquer responsabilidade por opiniões ou afirmações dos autores. Todos e somente os trabalhos de autores citados no texto devem figurar nas Referências, que são digitadas em espaçamento simples entre linhas, separadas por um espaço simples, e organizadas em ordem alfabética pelo sobrenome do primeiro autor. Sempre que houver, os autores devem informar URLs e DOIs das referências utilizadas. Exemplos de Referências:
    1. Livros
      BARBOSA, Plínio Almeida; MADUREIRA, Sandra. Manual de fonética acústica experimental: aplicação a dados do português. São Paulo: Cortez, 2015.
    2. Capítulos de livros
      MORAES, João Antônio de; RILLIARD, Albert. Prosody and Emotion in Brazilian Portuguese. In: ARMSTRONG, Meghan E.; HENRIKSEN, Nicholas; VANRELL, Maria del Mar. Intonational Grammar in Ibero-Romance: Approaches across linguistic subfields. Amsterdam: John Benjamins, 2016, p. 135-152.
    3. Dissertações e teses
      SILVA, Juliana Preisser de Godoy e. Análise dos aspectos prosódicos na expressão da certeza e da dúvida no português brasileiro. 171 f. Dissertação (Mestrado em Linguística) – Faculdade de Letras, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2008.
      TENANI, Luciani Ester. Domínios Prosódicos no Português do Brasil: implicações para a prosódia e para a aplicação de processos fonológicos. 331 f. Tese (Doutorado em Linguística) – Instituto de Estudos da Linguagem, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2002.
    4. Artigos em periódicos
      MATTHEWSON, Lisa. On the methodology of semantic fieldwork. International Journal of American Linguistics, v. 70, n. 4, p. 369-415, 2004.
    5. Trabalho publicado em Anais
      PASSETTI, Renata Regina; BARBOSA, Plínio Almeida. O efeito do telefone celular no sinal da fala: uma análise fonético-acústica com implicações para a verificação de locutor em português brasileiro. In: Colóquio Brasileiro de Prosódia da Fala, 5., 2015, Ceilândia. Anais [...]. Ceilândia: UnB. p. 13-16.
      KOREMAN, Jacques; ANDREEVA, Bistra; BARRY, William. Accentuation cues in French and German. In: International Conference on Speech Prosody, 4., 2008, Campinas. Proceedings [...]. Campinas: Unicamp. p. 613-616.
    6. Documento eletrônico
      KAMEYAMA, Megumi. Indefeasible semantics and defeasable pragmatics, 1995. Disponível em: http://arxiv.org/pdf/cmp-lg/9506016.pdf. Acesso em: 14 jan. 2016.